Blog Bitcasino

Criptomoeda

Bitcoin é a moeda do amanhã?

Bitcoin é a moeda do amanhã?

6/17/2019

Quando surgiu no mercado, há alguns anos, muitas pessoas se perguntavam sobre a viabilidade e a vida útil do Bitcoin. Naquele período, eram poucos os que realmente entendiam o seu funcionamento e, em menor quantidade ainda, aqueles que investiam nessa moeda online.

Afinal, o conceito de dinheiro que temos em mente costuma envolver notas de papel e uma volatilidade determinada pelos mercados internacionais. Porém, com o tempo, seu valor aumentou, assim como sua força. Mas será que o Bitcoin é a moeda do amanhã?

Se hoje é possível pagar contas, fazer compras, e até jogar em cassino Bitcoin, essa realidade não parecia tão alcançável há pouco tempo. Até mesmo o número de investidores brasileiros, que costumam ter um perfil mais conservador, cresceu vertiginosamente, aproveitando a onda de sucesso da criptomoeda. O que mudou de lá para cá para que esse nível fosse alcançado?

A história do Bitcoin 

Antes de pensarmos no futuro, é importante entender o passado para saber como chegamos até aqui. A história do Bitcoin parte de 2008, quando um personagem com pseudônimo Satoshi Nakamoto lançou um projeto na internet que propunha uma moeda eletrônica para transações entre pessoas físicas.

De lá para cá, a moeda foi se aperfeiçoando, especialmente ao contar com a tecnologia Blockchain, que é o “órgão” responsável por validar cada uma das informações de transações. É por isso que a criptomoeda consegue se manter desvinculada de qualquer sistema financeiro normal, como bancos e casas de moedas dos países.

Com o Blockchain, os chamados mineradores processam as informações, em um sistema tão seguro que nenhum hacker é capaz de invadir esse processo e desviar algumas moedas para si. Se no começo este era um sistema pequeno, em que mais de um ano foi necessário para de fato estar disponível para o mercado, seu salto de valor foi vertiginoso. Um exemplo é o conhecido “Dia da Pizza Bitcoin”.

Nessa ocasião, em 2010, dois programadores dos Estados Unidos compraram uma pizza de US$41, utilizando 10 mil Bitcoins. Isso significa que, na época, cada Bitcoin não chegava a valer centavos de dólar. Hoje, apenas 9 anos depois, esses 10 mil Bitcoins representam US$82 milhões! E a tendência aqui não é queda, mas subir cada vez mais.

Bitcoin em nossas rotinas

O termo Bitcoin e seu significado já está acessível para grande parte da população. Entretanto, com sua alta valorização, não é todo mundo que tem a possibilidade de contar com uma carteira de criptomoeda em mãos.

Ainda assim, percebendo o potencial, muitas empresas e pessoas físicas começaram a investir e comprar o que seria centavos de Bitcoin. Seu papel passou a ser tão importante que o índice de variação é mostrado frequentemente em sites sobre finanças.

A questão aqui é se o Bitcoin será capaz de assumir o papel de moeda em nossas vidas. No sentido de criptomoeda, o Brasil ainda está engatinhando. Países mais desenvolvidos, como o Japão, por exemplo, já contam com regulamentação do Bitcoin e a possibilidade de pagar com essa moeda na maioria dos estabelecimentos comerciais.

Nas cidades grandes do país, você encontra facilmente anúncios de lojas que aceitam a criptomoeda no pagamento das compras. Quando consideramos que o Japão é um país que lança tendência para o resto do mundo, entendemos que possivelmente teremos uma nova moeda.

No Brasil, esse conceito ainda é muito novo e conta com particularidades que não podem ser ignoradas. Por exemplo, a volatilidade do preço faz com que este seja um investimento para quem não tem medo de assumir riscos.

Podemos comparar a criptomoeda ao começo da internet por aqui, onde ainda não era possível prever o que se tornaria, mas existia uma clara tendência de crescimento, e veja onde chegamos com a internet hoje!

Assim, o Bitcoin começa a surgir como um método de pagamento cada vez mais aceito nos comércios, especialmente os eletrônicos. Já existem sites especializados na moeda, como é o caso do Bitcasino.

Nessa plataforma, todos os jogos de apostas aceitam Bitcoin, e não é possível inserir qualquer outro tipo de moeda em sua conta. A grande vantagem nesses casos é a segurança, já que a criptomoeda é considerada o sistema de pagamento mais seguro do mundo. Mas jogar com Bitcoin traz outros benefícios exclusivos.

Qual é o futuro do Bitcoin?

Nunca na história da humanidade tivemos uma moeda que fosse totalmente desvinculada de um país. E isso traz pontos positivos e negativos. Se por um lado podemos fazer transações a qualquer hora do dia, sem cobrança de taxas de conversão, e sem depender de altas e baixas da bolsa de valores, por outro lado não temos um exemplo anterior para ter como base nas previsões. Se nunca existiu uma moeda como essa, quem pode dizer o que vai acontecer?

A previsão mais recorrente é que a criptomoeda atinja cada vez mais pessoas e estabelecimentos nos próximos anos. Se entendermos o exemplo do Japão, é possível que em algum tempo o Bitcoin seja aceito para comprar bens maiores, além de despertar a curiosidade de mais investidores nesse segmento. Porém, no Brasil não há nada acontecendo que faça esse processo ser mais rápido.

Por aqui, o Banco Central  posicionou que não pretende regular a criptomoeda, e que não há nenhuma legislação que fale sobre o tema. Entretanto, também não considerou a compra e venda do ativo como ilícito. Ou seja, se o seu medo em relação ao Bitcoin for por não ser uma moeda regulamentada no Brasil, fique tranquilo! Você pode adquiri-la e até declarar no Imposto de Renda.

De qualquer forma, a maioria dos especialistas em finanças afirma que o sistema de dinheiro eletrônico tem tudo para continuar crescendo. Se em algum momento ele vai assumir uma função em nossas rotinas, ninguém sabe ao certo. Entretanto, existe uma boa possibilidade de que mais e mais brasileiros tenham acesso ao Bitcoin e passem a utilizar a moeda como um dinheiro real, seja no quesito investimento ou na compra e venda de itens.


Devo investir em Bitcoin?

Comprar um Bitcoin pode não ser tão acessível assim. Enquanto esse artigo foi desenvolvido, o valor do Bitcoin chegou ao equivalente à mais de R$31.000, o preço de um carro popular. Quando entendemos a dimensão desse valor parece ser uma moeda completamente impossível. Entretanto, assim como no Real, o Bitcoin tem subdivisões de centavos. Você pode começar a comprar centavos de Bitcoin, e aproveitar o rendimento e as altas que costumam acontecer com a criptomoeda.

Por ser independente de bancos e de casas de moeda, esse sistema não sofre com as altas e baixas do dólar, por exemplo. O que faz aumentar ou diminuir seu valor está no comportamento da comunidade em relação à moeda. Além disso, sistemas financeiros são menos seguros que o Blockchain, que é considerado inviolável.

O motivo para isso é que os mineradores contem com vários computadores, unidos em rede, para realizar as transações. Nenhum computador de hacker, sozinho ou em conjunto, seria capaz de ter a mesma força para invadir um sistema como esse. Ou seja, é mais seguro deixar seu dinheiro na carteira eletrônica de criptomoeda do que no banco.

Utilizando o Bitcoin no dia a dia

Embora não seja tão fácil encontrar estabelecimentos que aceitam Bitcoin, no mundo todo estima-se que mais de 11 mil lojas e restaurantes já contam com um sistema em que o cliente pode fazer seu pagamento via criptomoeda. Porém, para a população mundial, que é composta de mais de 7 bilhões de pessoas, esse número ainda é bem pequeno.

No Brasil, não há um número exato ou uma estimativa de quantos e quais são os lugares em que você pode comprar com Bitcoin. Porém, é possível encontrar estabelecimentos diversos, que vão desde estúdio de tatuagem, passando por construtoras, imobiliárias, hotéis e até cantores que aceitam seu cachê em Bitcoin.

Ou seja, um bom sinal para o futuro é ver empreendedores que já perceberam o papel que a criptomoeda pode ter, tanto em termos de lucratividade quanto de praticidade para o cliente. Além disso, como já citamos, alguns sites começaram a colocar o Bitcoin em seu catálogo de opções de pagamentos. É fácil encontrar essa modalidade em sites de jogos online, sejam eles casas de apostas ou videogames.

No caso das casas de apostas, muitas delas permitem outros métodos de pagamento, o que pode ser confuso para o usuário, e até trazer uma certa instabilidade e insegurança para a plataforma em si.

Não foi à toa que o Bitcasino decidiu focar totalmente em só um tipo de moeda de pagamento. Acessar um cassino Bitcoin significa que você está 100% protegido. Afinal, não tem como roubar Bitcoin, seja por meio de ataque hacker ou por falta de proteção da própria plataforma.

Além disso, o fato de contar com licença de funcionamento e a tecnologia de Geração de Números Aleatórios faz com que não tenha a possibilidade de manipular os resultados. De fato, um serviço focado costuma ser sempre melhor do que aquele que é aberto demais. Você pode conhecer o Bitcasino e até experimentar seus jogos sem gastar nada. Não tem forma mais divertida que essa para ampliar seu saldo de Bitcoins!


Palavras: Sean McNulty
Imagens: Shutterstock

Categorias

Postagens recentes

SEJA SORTUDO ONDE QUER QUE VOCÊ VÁ

SEJA SORTUDO ONDE QUER QUE VOCÊ VÁ

12/3/2019
Blog
Criptomoeda
Bitcoin é a moeda do amanhã?
Sobre Bitcasino

Bitcasino.io pertence e é operado por mBet Solutions NV (Kaya Richard J. Beaujon Z/N Landhuis Joonchi II Curaçao). É licenciado e regulado pelo Governo de Curaçao sob a licença 1668/JAZ.

English日本語РуccкийPortuguês中文Español한국어DeutschFrançaisภาษาไทย